Maria Antonieta.

Uma das minhas matérias preferidas com certeza é História da Moda, fico fascinada em ver a evolução das vestimentas e como tudo influencia: política, economia, e tudo mais! E o melhor nesta matéria é que a professora sempre indica filmes para podermos realmente ver as peças e a produção, e desta fez assisti: “Maria Antonieta.”.

Este filme conta a história de Maria Antonieta, como ela se tornou princesa e logo após rainha da França. Apesar de ser um filme histórico, não é nada chato e tem muita ação, romance e segredos de Maria Antonieta.

Mas o que vale mesmo é o figurino! Gente que coisa  MARAVILHOSA. Eu sempre adorei esta era do Rococó e todo o exagero daquela época: babados, vestidos enormes, perucas com adereços temáticos, ora cores fortes ora cores claras… Aiai, que coisa linda! Os vestidos enormes que a atriz Kirsten Dunst usou no começo do filme  tinham em media 15 metros de tecido, é MUITO tecido !!! Há cenas que mostram Maria Antonieta escolhendo tecidos e sapatos, o que deixa tudo mais real e da pra ter uma percepção maior de como eram os looks da época.

 As vestimentas femininas eram compostas pelo: corpete bem justo com decotes profundos, saias volumosas (isso era possível com o pannier, que era uma armação de ferro utilizada embaixo das saias criando um volume na lateral) – naquela época não era bacana a mulher mostrar muito seus corpo, por isso não podia evidenciar o quadril, mas o decote era permitido (vai entender)
 Já as vestimentas masculinas pareciam com roupas militares da época: casacos, colete, chapeu, calça ,camisas , babados, e meia calça.

No final do filme, com a decadência do império , Maria Antonieta passa a usar peças mais simples, e seus vestidos perdem um pouco de volume.

Um filme muito bacana, pois conta a história de uma das mulheres mais influentes da história e o figurino é ESPETACULAR, também não é pra menos né, já que gastaram 3,6 milhões de dólares só para o figurino deste filme!

ps. Este é o Pannier:

Beijos da Gi.

Talvez você goste desses posts

Deixe uma resposta